Partida Definitiva

14:13

Poesia


Oh!Tarde de verão!
Infelicidade inquieta
Entorpece meu coração

Onde está,meu amigo?
É tempo,é hora
De ir embora?

Queres ir
Há festa no céu?
E eu? Sinto-me perto de um sombrio abismo
Sem conseguir compreender
Sua repentina ausência...
Onde já sinto uma saudade imensa

Ai da minh`alma...
Que silenciosamente chora
E agora?

Amigo lutador que muitas vezes se superou
Lutou contra a própria força
Ferido e detido na sua própria dor
Cuja esperança se manteve firme

Ó amigo!
É tarde de verão!
A sua voz para sempre se calou
E a vida se findou

Agora
No céu há festa das festas!

Na terra a cortina fechou
A luz da obscuridade
Encobriu um grande homem
Um grande amigo
Um grande irmão
Que neste instante partiu

É tempo
É hora!
Não sei....

Definitivamente meu amigo partiu




Autora: Maria Aparecida Pereira de Souza
Para: Pr. Onessimo de Aguiar

Além dos Limites (Poesias)
RG Editores

Esta poesia se encontra neste livro acima citado,uma amiga de nossa família escreveu e dedicou a meu esposo, ao saber de sua morte.



Leia Também

2 comentários

  1. Que linda poesia, admiro muito quem tem esse dom de escrever esse tipo de texto.
    Um abraço e fica com Deus.

    http://novembrolilas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Triste qdo alguém parte da nossa vida, confesso que não estou preparada para isso.

    bjokas=)

    ResponderExcluir

Agradeço por comentar no blog.
A sua opinião ajuda a melhorar o blog.Deixa o seu link para que eu possa retribuir.
Volte sempre.

O que as pessoas comentam..

Postagem em destaque

Deus capacita você.