A princesa que foi violentada

10:24

Tamar,filha de Davi
 Tamar era uma das filhas do rei Davi, que foi desejada por seu meio-irmão, Amnom. Mas, no início, era difícil amá-la, ao ponto de adoecer por causa disso. Porém, ele tinha um amigo chamado Jonadabe que era muito sagaz e perverso, e que o aconselhou a cometer o incesto, ou seja, ter relação com sua irmã, para saciar o seu desejo (2 Samuel 13:1-5).

Amnom não pensou duas vezes e vez conforme a idéia do amigo. Ele fingiu estar doente e pediu a seu pai, o rei Davi, que mandasse sua irmã Tamar para cuidar dele. E, infelizmente, foi exatamente isso que aconteceu, porque o rei não imaginava as intenções do filho (2 Samuel 13:6).

Tamar foi à casa de Amnon, conforme o pedido de seu pai, e fez ali bolos para seu irmão. Ao servi-lo, Amnon forçou Tamar a se deitar com ele, mesmo ela argumentando e pedindo que não fizesse isso (2 Samuel 13:7-14).

Depois de violentá-la, ele sentiu aversão e expulsou Tamar de sua presença. Ela, indignada com o mal que vivera há instantes, não se calou. Colocou cinzas em sua cabeça, rasgou suas vestes reais, pôs suas mãos sobre a cabeça e saiu andando e clamando. Foi quando seu irmão Absalão a encontrou e a abrigou em sua casa. E ali, Absalão começou a odiar seu irmão Amnom, por ter forçado Tamar (2 Samuel 13:15-22).

Não teve medo
Quantas mulheres passaram pela mesma situação que Tamar? Ela ainda tinha a vantagem de ter um irmão com quem pudesse contar, e um pai que a amava de verdade. Mas quantas são sozinhas no mundo? Ou quantas não têm a quem recorrer?

Davi não tinha como saber que sua filha, mantida virgem debaixo dos seus olhos, corria risco dentro de sua própria casa.

Mas, independentemente da situação, a mulher que sofre violência sexual, seja de quem for, precisa procurar ajuda, judicial, psicológica, emocional e também espiritual.

Para isso, ela não pode ter medo. É preciso enfrentar a realidade e se mostrar precisando de ajuda, assim como fez Tamar ao rasgar suas vestes e colocar cinzas sobre a cabeça – o que demonstrava que tinha cometido pecado e desejava transformação.

A atitude de Tamar demonstra que o pecado não pode ficar encoberto, para que seja tratado e a pessoa curada e transformada.

Se você já sofreu qualquer tipo de abuso, seja mais forte que o pecado, busque ajuda com a pessoa mais próxima a você, rasgue seu coração e não carregue esta culpa pelo resto da vida. Seja corajosa, confie no Senhor e não tenha medo.

No amor de Jesus.
Extraido

Leia Também

8 comentários

  1. Precisamos ter fé e coragem.

    ResponderExcluir
  2. A coragem em delatar aqueles que nos acorrentam ou tentam nos subjugar, deve ser constante em nossa vida. Sempre!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o post incentiva mulheres a não se calarem diante das adversidades

    ResponderExcluir
  4. É verdade quantas mulheres já passaram por este sofrimento. Precisam realmente ter coragem e falar para receber ajuda.

    ResponderExcluir
  5. I don't even know how I ended up here, but I thought this post was good. I do not know who you are but definitely you are going to a famous blogger if you aren't already ;) Cheers!



    My blog; look what I found

    ResponderExcluir
  6. uma mulher da paz é preciso ser bastante corajosa, saber enfrentar tudo de frente sem perder a postura, saber entrar e sair de um lugar com toda elegância.

    ResponderExcluir

Agradeço por comentar no blog.
A sua opinião ajuda a melhorar o blog.Deixa o seu link para que eu possa retribuir.
Volte sempre.

O que as pessoas comentam..

Postagem em destaque

- Instrução -